Choose your location to get a site experience tailored for you.

Remember my region and language settings
International Trade

Navegando em meio ao comércio internacional

 

Durante décadas, as empresas construíram suas estratégias globais em torno de um conjunto de premissas básicas. O comércio e o investimento internacional deveriam se tornar cada vez mais livres, continuar a impulsionar o crescimento global do PIB e ser influenciados por regras e instituições multilaterais. Para garantir vantagem de custo, as empresas deveriam ainda construir vastas pegadas globais que lhes permitiam fabricação e extração em países de baixo custo, alavancando vendas em praticamente qualquer mercado nacional.

Mudanças geopolíticas, tecnologias disruptivas e mudanças nas estruturas de custos em todo o mundo estão destruindo tais suposições dos negócios globais. O ambiente de comércio internacional em rápida evolução e cada vez mais complexo certamente apresenta grandes riscos. Mas também está criando enormes oportunidades para empresas que sabem como navegar e são ágeis o suficiente para se adaptar.

As tendências que transformam a política de comércio internacional

Para estar à frente, é importante entender as seguintes megatendências que estão transformando o comércio internacional:

Essas mudanças não estão apenas gerando manchetes na imprensa - elas estão afetando empresas reais de uma maneira muito significativa.

Um fabricante de equipamentos médicos ficou inicialmente aliviado quando a Coreia do Sul negociou uma isenção de tarifas de 25% em aço dos EUA, dado que a empresa estava usando o aço coreano especializado em um de seus dispositivos. Tudo isso mudou quando ocorreu uma interrupção na cadeia de suprimentos e a empresa percebeu que seu fornecedor não recebeu uma alocação de cotas e que não poderia mais importar esse componente essencial – pelo menos até que a próxima alocação de cotas fosse concedida três meses depois.

Além disso, um importante player turco de artigos de linha branca conseguiu aproveitar uma oportunidade de mercado nos EUA quando uma gigante chinesa foi atingida pelas tarifas americanas na China.

Essas mudanças não estão apenas gerando manchetes na imprensa - elas estão afetando empresas reais de uma maneira muito significativa.

Alguns ainda podem achar que esses exemplos são resultados de líderes políticos específicos, em países específicos, e que, depois que esses líderes saírem, tais problemas desaparecerão. No entanto, embora as atuais tensões políticas em torno do comércio em muitas partes do mundo possam evoluir, as quatro megatendências mencionadas acima fomentam a ideia de que o sistema comercial internacional não retornará à ampla tendência de liberalização e globalização econômica que o mundo viu nos anos 1990 e 2000.

Nossa abordagem em seis etapas para a adaptação ao novo normal do comércio

Adotar uma abordagem de “esperar para ver” não alavancará uma posição vantajosa para empresas e governos. Ajudamos clientes a identificar e implementar um conjunto claro de movimentos proativos para reduzir riscos e aproveitar vantagens competitivas à medida que o ambiente de comércio internacional evolui:

step 1

Avalie a exposição

O primeiro passo a ser adotado por uma empresa é uma análise rígida de suas pegadas de fabricação, suprimento e distribuição para avaliar sua exposição a mudanças nas regras comerciais. Quantifique o impacto potencial sobre receitas, custos e ativos de produção em toda a cadeia de valor.

step 2

Compreenda a dinâmica

Mudanças bruscas nas políticas comerciais podem mudar todo o cenário competitivo de diferentes maneiras para diferentes empresas. Determine as implicações estratégicas das novas regras comerciais para cada produto em mercados específicos, como competitividade de preços e acesso a mercados. Avalie também a exposição de cada concorrente e de seus fornecedores para entender o impacto relativo e identificar oportunidades em potencial.

step 3

Identifique possíveis alavancas

Desenvolva um conjunto de potenciais ações que podem ser tomadas em resposta a mudanças nas políticas comerciais em diferentes cenários, a fim de mitigar riscos e obter vantagem competitiva. Identifique ações proativas e reativas, bem como gatilhos que indicam quando puxar essas alavancas.

step 4

Construa resiliência

Identifique movimentos que possam ser adotados preventivamente a baixo custo, como pré-qualificação de novos fornecedores, a fim de criar opções e flexibilidade para avançar rapidamente em caso de mudança repentina nas regras do comércio internacional.

step 5

Crie um manual

Estabeleça um conjunto de ações a serem executadas em diferentes cenários e verifique se a liderança está alinhada com os movimentos a serem realizados em determinadas circunstâncias.

step 6

Política de modelagem

Enquanto ainda há tempo, procure influenciar políticas à medida que elas estão sendo feitas, a fim de criar vantagem competitiva.

Saiba mais sobre comércio internacional

Conheça nossos consultores de comércio internacional

Negócios Internacionais

SUBSCRIBE